Cabeça de menino é achada em casa de canibais paquistaneses

A polícia do Paquistão prendeu um homem previamente condenado por canibalismo, depois de encontrar uma cabeça de menino na casa dele.

Reuters

14 de abril de 2014 | 11h09

Mohammad Arif, de 35 anos, e seu irmão Mohammad Farman, de 30, moradores da pequena cidade de Darya Khan, na região central do Paquistão, foram libertados em 2013, após cumprirem dois anos de pena.

A polícia diz que eles exumaram mais de cem cadáveres de um cemitério local para comê-los.

"Moradores informaram a polícia após um cheiro ruim emanar da casa dos dois irmãos. Entramos na casa na segunda-feira de manhã e encontramos a cabeça de um menino", disse o chefe distrital de polícia Ameer Abdullah à Reuters.

"Prendemos um dos irmãos, Mohammad Arif, e estamos conduzindo buscas para a prisão do outro irmão."

Os agentes estão visitando cemitérios para ver se algum novo túmulo foi profanado.

(Reportagem de Asim Tanveer)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOCANIBAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.