Cabral coloca bombeiros à disposição para ajuda no Haiti

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), contou que em reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ontem colocou profissionais de resgate do Corpo de Bombeiros do Rio e um hospital de campanha à disposição para ajudar no Haiti, onde um terremoto na terça-feira pode ter matado entre 30 mil e 50 mil pessoas. Segundo Cabral, estão indo entre 25 e 30 profissionais de resgate. O governador deu as declarações em entrevista coletiva após evento no Palácio Laranjeiras de anúncio de aumento da capacidade de produção da fábrica de caminhões e ônibus da MAN em Resende, no sul fluminense.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 14h38

De acordo com o portal do governo do Estado do Rio, cerca de 30 bombeiros se preparavam na manhã de hoje para embarcar da Base Aérea do Galeão, em direção ao Haiti, onde deveriam chegar por volta das 17 horas. Segundo a assessoria de imprensa do governo, a maioria dos bombeiros que integram a equipe chegou na noite desta quarta-feira de Angra do Reis, onde participaram das operações de busca no Morro da Carioca e na Ilha do Bananal, em Ilha Grande.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotoRJbombeiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.