Cabul registra 1º caso de pólio desde queda do Taleban

Autoridades afegãs lançaram hoje uma campanha de vacinação contra a poliomielite depois de uma menina de Cabul ter sido diagnosticada com a doença. Trata-se do primeiro caso de paralisia infantil na capital do Afeganistão desde a queda do Taleban, no fim de 2001.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2014 | 13h09

Ao lado do Paquistão e da Nigéria, o Afeganistão figura entre os poucos países do mundo onde a pólio ainda é endêmica. Os casos da doença em território afegão, no entanto, vinham caindo consistentemente nos últimos anos.

O doutor Kaneshka Baktash, porta-voz do Ministério da Saúde do Afeganistão, disse que uma menina de três anos contraiu a doença e está parcialmente paralisada. Ela mora na zona leste de Cabul, mas foi diagnosticada durante viagem ao vizinho Paquistão, de onde foi trazida de volta pela família depois de adoecer, disse ele.

Baktash disse que a campanha de imunização é limitada à capital e concentrada principalmente na região onde mora a menina. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãopoliomielite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.