Caça holandês cai no Afeganistão; rebeldes atacam no sul do país

Rebeldes supostamente ligados à milícia fundamentalista islâmica Taleban atacaram nesta quinta-feira uma cidade no sul do Afeganistão, desencadeando combates com soldados afegãos que terminaram com dois insurgentes mortos.Enquanto isso, um caça da força aérea holandesa cai na região central do país. O piloto morreu, informou o comando militar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Segundo um comunicado, a queda aparentemente foi acidental.O general Jouke Eikelboom, diretor de operações do Exército holandês no Afeganistão, comentou que o caça voava em altitude elevada demais para ser alvejado, motivo pelo qual acredita-se em acidente. De qualquer forma, uma investigação foi iniciada.A queda do caça ocorreu por volta das 7h locais em Ghazni, no centro do Afeganistão, cerca de duas horas depois de um helicóptero civil ter caído no leste do Afeganistão, provocando a morte de 16 pessoas, entre elas dois soldados holandeses.A ofensiva rebelde ocorreu em Naw Zad, na província sulista de Helmand, onde insurgentes usaram morteiros, granadas propelidas por foguete e metralhadoras. Soldados afegãos contra-atacaram, provocando a morte de dois insurgentes, disse o general Zahir Azimi, porta-voz do Ministério da Defesa do Afeganistão. Os militares afegãos contaram com reforço aéreo da Otan. Não havia informações sobre vítimas entre os soldados afegãos.Ainda nesta quinta-feira, o comando militar dos Estados Unidos no Afeganistão denunciou a tortura seguida de assassinato de dois militares afegãos capturados por rebeldes na semana passada. Os corpos das vítimas foram encontrados na terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.