Caça norte-americano cai na Turquia

Um caça F-16 da força aérea norte-americana acidentou-se no sudeste da Turquia esta quarta-feira, quando se dirigia à fronteira com o Iraque, para patrulhar a zona de exclusão de vôos no norte do país árabe. Acredita-se que esta seja a primeira aeronave norte-americana a cair em dez anos de patrulha sobre as zonas de exclusão, com mais de 200 mil vôos registrados pelos militares norte-americanos no período.O piloto conseguiu ejetar-se da cabine, mas ainda não há informações sobre ele foi ou não resgatado, segundo informou um porta-voz do Comando Aéreo Europeu da U. S. Air Force.Militares turcos informaram que a aeronave tinha se acidentado em conseqüência de uma falha na turbina, e os destroços do avião já estão sendo examinados pela polícia. De todo modo, o acidente não foi causado por qualquer ação hostil. O jato decolou da base aérea de Incirlik, no sul da Turquia, a cerca de 550 quilômetros da divisa com o Iraque, e chocou-se perto da cidade de Diyarbakir, no meio do caminho entre a base e a fronteira iraquiana. Cerca de 50 aviões de guerra norte-americanos, incluindo caças F-15 e F-16, estão baseados em Incirlik. Os Estados Unidos e a Grã-Bretanha têm imposto as zonas de exclusão de vôos sobre o norte e o sul do Iraque desde o final da Guerra do Golfo, em 1991. O Iraque, que considera as zonas como violações de sua soberania territorial, tem tentado impedir as patrulhas desde dezembro de 1998.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.