Caças escoltam avião para Houston

Caças F-16 da Força Aérea dos EUA escoltaram um vôo da American Airlines de volta para Houston (Texas), depois de informações de um incidente a bordo. O avião está no aeroporto Bush Intercontinental. Um porta-voz do sistema de aeroportos de Houston, Ernie DeSoto, disse que o avião está cercado e que não tinha muitos detalhes sobre o incidente. O FBI informou que avalia a possibilidade de que alguém tivesse tentado sequestrar o avião. O porta-voz do FBI, Bob Doguim, disse, no entanto, que não podia confirmar se houve uma tentativa de sequestro do vôo 1720. O vôo com 50 passageiros partiu de Houston para Dallas às 12h28 locais, mas voltou ao aeroporto Bush Intercontinental às 13h08, depois de informações de distúrbios a bordo. O destino final do vôo era Nashville (Tennessee).Outro vôo, da Northwest Airlines, foi desviado da rota entre Memphis (Tennessee) e Las Vegas (Nevada) e pousou no aeroporto de Fort Smith (Arkansas), depois de três passageiros se trancarem dentro de um dos banheiros. Depois do pouso do avião, um Airbus A320, os outros passageiros deixaram o aparelho em segurança. Mais tarde, os três homens foram retirados do avião e passaram a ser interrogados pelo FBI. Um porta-voz do governo estadual de Arkansas disse que os três homens têm "aparência de ser do Oriente Médio". A TV KSTP, de Minneapolis, disse que funcionários federais informaram que os três homens estariam se depilando. Citando testemunhas, a Associated Press deu a mesma informação. Após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, documentos encontrados no carro de um dos líderes dos sequestradores dos aviões, Mohamed Atta, continham uma carta recomendando que os autores do ataque removessem os pêlos do corpo e rezassem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.