Caças israelenses atacam a faixa de Gaza

Caças F-16 israelenses lançaram dois ataques no norte e o sul da Faixa de Gaza, em represália pelo lançamento de granadas de fabricação caseira contra o território de Israel, segundo testemunhas e fontes dos serviços de segurança. Os aviões lançaram dois mísseis contra a estrada principal que cruza o norte da faixa, causando grandes danos na via e destroçando as janelas das casas próximas, mas sem que fossem registrados feridos, segundo as testemunhas. As fontes dos serviços de segurança palestinos disseram que os F-16 lançaram também pelo menos um míssil no sul da Faixa de Gaza, sem causar vítimas, depois do que se ouviu uma forte explosão na área que gerou alarme entre a população. O ataque aéreo israelense aconteceu depois que milicianos palestinos lançaram, neste sábado, granadas de fabricação caseira e disparos de morteiro desde a Faixa de Gaza contra localidades do sul de Israel. Saraya al-Quds, uma facção armada da Jihad Islâmica, assumiu a autoria do lançamento de um desses foguetes contra a localidade hebréia de Ashkelon. Este grupo afirmou em uma nota pública que o ataque "é uma represália lógica contra os crimes que cometem diariamente os sionistas contra nosso povo", e citou o caso de uma menina de 12 anos assassinada nesta semana em um ataque israelense em Jenin. O candidato a primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, disse em entrevista coletiva que tanto ele como o Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) condenam a morte da menina por soldados israelenses durante operação militar na localidade cisjordaniana de Jenin.

Agencia Estado,

18 Março 2006 | 23h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.