REUTERS/Philippe Wojazer
REUTERS/Philippe Wojazer

Cachorra da polícia francesa morre em operação antiterror no norte de Paris

Pelo Twitter, polícia informou que fêmea de pastor malinois de 7 anos chamada Diesel foi morta pelos terroristas; nas redes sociais, internautas usam #JeSuisUnChien para homenagear animal

O Estado de S. Paulo

18 de novembro de 2015 | 11h06

A polícia francesa anunciou nesta quarta-feira, 18, em seu Twitter que um de seus cães foi morto na operação contra terroristas em Saint-Denis, norte de Paris.

"Diesel, uma fêmea de pastor malinois de 7 anos, cão de assalto do #RAID, foi morto pelos terroristas na operação em curso", anunciou a polícia. "Os cães de assalto e de busca de explosivos são indispensáveis em missões de operação do #Raid", afirma um outro Twitter da polícia.

Depois desse anúncio, a hashtag #JeSuisUnChien (#eusoucachorro, em tradução livre) começou a ser imediatamente usado pelos internautas em homenagem a Diesel.

Dois suspeitos vinculados aos violentos atentados de sexta-feira em Paris morreram e sete foram detidos, três deles dentro do apartamento no qual estavam entrincheirados no subúrbio de Saint-Denis, ao norte da capital francesa, anunciou a polícia.

Entre os dois mortos da operação está uma mulher-bomba - algo sem precedentes na França - que detonou um colete com explosivos, segundo a polícia. A operação também deixou pelo menos três policiais feridos. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
TwitterParisFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.