Cai a popularidade do presidente colombiano Santos

A imagem do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, continua em queda livre e baixou 9 pontos porcentuais, segundo pesquisa divulgada ontem pelo diário El Tiempo. A popularidade do presidente recuou para 44%, ante 53% no levantamento de outubro do Gallup. Já a imagem desfavorável aumentou, ao mesmo tempo, de 39% para 47%. Além disso, para 57% dos entrevistados, as coisas estão piorando no país, 11 pontos porcentuais acima da sondagem anterior.

Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 20h45

A enquete foi feita nas cinco principais cidades colombianas, entre 13 e 20 de fevereiro, com 1.200 entrevistas telefônicas. A margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

"Neste primeiro bimestre do ano o que mais afeta a imagem do presidente é o rumo que levam as negociações de paz com a guerrilha", analisou Jorge Londoño, gerente do Gallup na Colômbia.

No começo de setembro de 2012, o presidente Santos anunciou que representantes do governo e da rebelde Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) haviam firmado, em Cuba, um acordo prévio para iniciar um processo de paz com o objetivo de colocar fim a quase 50 anos de enfrentamentos. Em 18 de outubro, em Oslo, na Noruega, foi instalada formalmente a mesa de conversações e o processo volto a Havana, onde prossegue.

De acordo com Londoño, além da percepção dos entrevistados sobre a forma como se conduz o processo de paz, é preciso somar "outros temas que há tempos trazem algum prejuízo (à imagem de Santos), como o tema da economia, pois alguns setores do país estão muito ressentidos, como o setor agropecuário, o setor industrial". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiapolíticaSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.