Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Cai número de novas infecções de covid-19 na China após volta de surto

Nos dois dias anteriores, houve um aumento inesperado de infecções; em Wuhan foram registrados seis novos casos, o que não ocorria desde meados de abril

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2020 | 02h19

PEQUIM - As autoridades da China relataram nesta terça-feira, 12, (noite de segunda no Brasil) um único novo caso de contágio da covid-19 - de origem importada -, o que representa uma queda após o registro de cerca de 30 casos em dois dias

Uma pessoa infectada como o novo coronavírus na Mongólia foi confirmada na segunda-feira, 11, anunciou o Ministério da Saúde. Não foram relatados casos de contágio interno nem de mortes no país. 

Nos dois dias anteriores, houve um aumento inesperado de infecções, principalmente em Wuhan, foco da epidemia. Lá, foram registrados seis novos casos, algo que não ocorria desde meados de abril. Os doentes são idosos que vivem na mesma residência na cidade de 11 milhões de habitantes. 

Outros dezesseis casos foram registrados domingo e segunda-feira no nordeste do país, especialmente em Shulan, uma cidade com quase 700 mil pessoas em quarentena. 

Na China, onde a doença apareceu no final de 2019, o total de casos confirmados chega a 82.919 e as mortes totalizam 4.633. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.