Cai o primeiro-ministro da Hungria

Tentando resolver uma crise política com seu parceiro de coalizão no governo, o Partido Socialista húngaro exonerou o primeiro-ministro Peter Medgyessy, e disse que um substituto será indicado na próxima semana.Os socialistas informam ter aceitado a renúncia de Medgyessy, aparentemente reagindo à ameaça feita pelo premier, de deixar o cargo amenos que o parceiro minoritário da coalizão governista, a Alianbça dos Democratas Livres, reafirmasse seu apoio ao governo.Medgyessy disse que renunciaria em 27 de agosto, mas os socialistas anunciaram a busca do sucessor poucas horas após a declaração do primeiro-ministro, sinal de que a coalizão quer um novo governo empossado imediatamente. A queda de Medgyessy segue-se a uma tentativa de demitir o ministro da Economia, Istvan Csillag, indicado para o cargo pelos Democratas Livres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.