Adrian DENNIS / AFP
Adrian DENNIS / AFP

Cai popularidade de Harry e Meghan no Reino Unido após entrevista a Oprah

Segundo pesquisa, pela primeira vez há mais britânicos com opinião negativa do príncipe do que positiva

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2021 | 15h55
Atualizado 12 de março de 2021 | 19h56

LONDRES - O príncipe Harry e sua mulher, Meghan Markle, estão atingindo níveis recordes de impopularidade entre os britânicos após sua entrevista transmitida pela televisão americana e acusações de racismo, revelou uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 12.

De acordo com a pesquisa realizada pelo instituto YouGov com 1.664 adultos, pela primeira vez há mais britânicos com opinião negativa (48%) de Harry, de 36 anos, neto da rainha Elizabeth II e sexto na linha de sucessão, do que positiva (45%).

Por sua vez, 31% dos entrevistados têm uma visão positiva de Meghan, atriz americana de 39 anos, enquanto 58% a veem negativamente.

Em contrapartida, os dados sugerem que a popularidade do restante da família real não registrou queda com as revelações do duque e da duquesa de Sussex, que citaram a pressão insustentável da mídia, o racismo e a falta de apoio real aos pensamentos suicidas de Meghan como razões para sua saída da monarquia.

Em entrevista à estrela da televisão americana Oprah Winfrey, o casal fez alusão a conversas com um membro não identificado da família real - que mais tarde ressaltou que não se tratava nem da rainha nem de seu marido, príncipe Philip, de 99 anos - sobre a cor da pele que seus filhos teriam, visto que a mãe de Meghan é negra. 

Com um índice de aprovação de 80%, Elizabeth II continua no topo da lista britânica de personalidades reais favoritas.

O príncipe William, irmão de Harry e segundo na linha de sucessão, e sua mulher, Kate, também permanecem muito populares, com cerca de três quartos de opiniões favoráveis.

Apenas o príncipe Charles, de 72 anos, pai de Harry e William, e herdeiro da coroa, foi prejudicado, com aumento de 6 pontos nas opiniões negativas sobre ele (até 42%) e queda de 9 pontos nas opiniões favoráveis (49%).

No entanto, nem tudo é negativo para os duques de Sussex, pois uma análise aprofundada revela uma grande disparidade de acordo com a idade dos entrevistados: a maioria dos britânicos com entre 18 e 24 anos têm opinião positiva sobre o príncipe Harry (59%) e Meghan (55%).

Mas as pesquisas são muito mais favoráveis a eles nos Estados Unidos, onde a popularidade do casal disparou após a entrevista, atingindo 69% (+23 pontos) e 67% (+22 pontos) de aprovação respectivamente.

Isso os torna, em números, os mais apreciados da família real britânica nos Estados Unidos, superando até mesmo a rainha (65%), segundo levantamento da Morning Consult. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.