Cain cita 'Pokemon' em discurso

O ex-pré-candidato republicano à presidência dos EUA Herman Cain não admitiu nenhuma das acusações de abuso sexual que o fizeram desistir, no sábado, de concorrer à Casa Branca, mas fez uma confissão inusitada no anúncio de suspensão da chapa. Ele reconheceu ter citado uma música do filme Pokemon 2000 ao menos quatro vezes durante a campanha, dizendo que se tratava de um "poema". E as usou novamente para encerrar o discurso de renúncia.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2011 | 03h04

"Não sei direito quem é o autor original, por isso não escreverei um artigo sobre o poeta, mas elas dizem muito sobre quem sou, minha família, minha mulher e a nação", disse Cain. "Acredito que essas palavras vieram do filme do Pokemon".

O filme em questão é Pokemon 2000, e a música, The Power of One, interpretada por Donna Summer e composta por Mervyn Warren e Mark Chait.

Os versos que inspiraram o ex-pré-candidato são (em tradução livre): "A vida pode ser um desafio. A vida pode parecer impossível. Nunca é fácil quando tanta coisa está em jogo. Mas você pode fazer a diferença. É uma missão para você e eu".

Cain, que chegou a liderar a disputa das primárias republicanas, foi afetado por uma série de denúncias de abuso sexuais quando dirigia a rede de fast-food Godfather's Pizza. A série Pokemon, criada no Japão em 1997, fala de criaturas comandadas por humanos que lutam entre si. A mais famosa delas é o Pikachu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.