Cairo pede ao Brasil ajuda para conter alta de preços

O Egito pediu ajuda ao Brasil para tentar reduzir os custos dos alimentos e conter a tensão social no país. Diplomatas brasileiros confirmaram que o governo Hosni Mubarak tem procurado Brasília para aumentar a oferta de carne bovina, de frango e de outros produtos e reduzir o custo de vida da população.

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2011 | 00h00

Mubarak sabe que a alta nos preços dos alimentos é um dos fatores que estão por trás dos protestos. Por ano, o Egito gasta US$ 2,2 bilhões para subsidiar alimentos.

Hoje, o país importa 40% de suas necessidades alimentares. Só o açúcar importado do Brasil teve uma alta de 12%. O Cairo terminou 2010 como o maior destino dos produtos agrícolas brasileiros no mundo árabe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.