Caixas-pretas mostram que partes de foguete acertaram o voo MH17

Autoridade ucraniana afirmou que as análises dos dados do voo mostram que avião caiu em razão de uma 'descompressão explosiva'

O Estado de S. Paulo

28 de julho de 2014 | 10h34

KIEV - Análises da caixa-preta com os dados de voo do avião da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia no dia 17 mostram que ele foi destruído por estilhaços vindos da explosão de um foguete e caiu devido a "grande descompressão explosiva", disse uma autoridade do setor de segurança da Ucrânia nesta segunda-feira, 28.

O porta-voz do Conselho de Segurança da Ucrânia, Andrei Lisenko, declarou em Kiev que a informação foi dada por peritos que analisam os registros de voo do avião que caiu em território sob controle dos separatistas no leste da Ucrânia, em 17 de julho.

A Grã-Bretanha está encarregada de baixar os dados das duas caixas-pretas recuperadas no local do desastre e entregar a informação para investigadores internacionais que farão a análise.

O governo da Ucrânia e os EUA acusam os separatistas pró-Rússia de terem derrubado o avião. Moscou responsabiliza o governo ucraniano pela queda, na qual morreram todas as 298 pessoas a bordo. /REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.