Reprodução/ The New York Times
Reprodução/ The New York Times

'Cala a boca, cara': campanha de Biden vende camisa com resposta de democrata a Trump em debate

Peça pode ser comprada no site da campanha; frase foi dita pelo ex-vice-presidente enquanto o republicano interrompia sua fala

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2020 | 08h30

A campanha de Joe Biden aproveitou um dos momentos do debate com o presidente Donald Trump que viralizaram na internet para tentar levantar mais recursos para o democrata. 

A equipe de Biden começou a vender na internet uma camisa com a frase "Cala a boca, cara", que foi dita pelo democrata a Trump durante o evento na noite desta terça-feira.

Logo no início do debate, enquanto Trump interrompia seguidamente a fala de Biden, o democrata ficou incomodado e respondeu ao republicano “Você vai calar a boca, cara! Isso é tão não presidencial”.

Após o momento viralizar nas redes sociais, diversos apoiadores de Biden começaram a pedir que fosse comercializada uma camisa com a frase.

Por conta própria, algumas pessoas passaram a anunciar que estavam vendendo o produto, até que a equipe do democrata também embarcou na ideia.

O site da campanha passou a vender por US$ 30 (R$ 168) uma camisa preta com o rosto de Trump na altura do peito, com a frase "Cala a boca, cara".

Essa não é a unica peça à venda no site a provocar o presidente americano. Uma outra camisa, com a frase "Eu paguei mais impostos do que Donald Trump" também pode ser adquirida pelo mesmo preço.

A frase é uma referência às revelações feitas pelo jornal The New York Times sobre os impostos pagos por Trump nos últimos anos.

Documentos obtidos pelo jornal revelam que Trump não pagou o Imposto de Renda em dez dos 15 anos anteriores à sua eleição, em 2016. Já em 2016 e 2017, este ano já como presidente, ele pagou apenas US$ 750 (R$ 4.171) em Imposto de Renda à Receita federal.

Campanha de Trump também vende camisetas

A batalha das frases em camisetas na campanha eleitoral americana é uma antiga forma de levantar recursos para as campanhas.

Há duas semanas, após a morte da juíza Ruth Bader Ginsburg, da Suprema Corte dos EUA, a campanha republicana para a reeleição do presidente Donald Trump começou a vender camisetas com a frase 'Fill That Seat' (Ocupe a Vaga) a US$ 30 (cerca de R$ 168).

Ginsburg se tornou conhecida por sua luta pelos direitos da mulheres, uma figura tão popular que aparecia estampada em camisetas de progressistas.

A versão republicana, toda em preto, traz a frase em letras maiúsculas em branco, imponentes sobre o logotipo “Make America Great Again” (lema da campanha de Trump) em letras menores. Acima de tudo está uma imagem da Suprema Corte, com uma bandeira americana./ THE NEW YORK TIMES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.