Calderón: ajuda dos EUA contra drogas é 'insuficiente'

O presidente do México, Felipe Calderón disse que a cooperação dos Estados Unidos no combate aos cartéis de drogas tem sido "insuficiente". Ele afirmou que os Estados Unidos deveriam ajudar reduzindo o uso de drogas em seu próprio território e impedir o fluxo de rifles automáticos para os cartéis mexicanos.

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 20h36

O presidente disse ao jornal mexicano El Universal que as relações com os Estados Unidos foram prejudicadas após o vazamento de telegramas diplomáticos secretos que criticavam a estratégia mexicana de combate às drogas.

Calderón afirmou na entrevista, publicada hoje, que alguns dos telegramas vazados mostram a ignorância de diplomatas norte-americanos sobre a situação da segurança no México e que é por isso que os relatórios são distorcidos ou exagerados.

Mais de 35 mil pessoas morreram desde que Calderón lançou uma ofensiva contra os grupos do tráfico de drogas em dezembro de 2006. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
drogascartéisMéxicoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.