Calderón defende condições mais dignas para México e Peru

O presidente eleito do México, FelipeCalderón, disse em Lima que espera que seu país e o Peru compartilhem os desafios do futuro, entre eles "o de gerar condições de vida mais dignas para seus povos". Calderón se reuniu no Palácio de Governo com o presidente peruano, Alan García, que o recebeu com honras de Estado. "É possível enfrentar a globalização num ambiente de Justiça,igualdade e liberdade, princípios que defendemos apaixonadamente", disse Calderón. Ele afirmou ainda que Peru e México "podem competir sem negar a identidade da pátria maior, que é América Latina". Calderón, que tomará posse dia 1º de dezembro, viajou à Colômbia eao Peru como parte de uma viagem que incluiu Guatemala, El Salvador, Honduras e Costa Rica e que continuará sexta-feira no Chile. García também defendeu que os dois países "enfrentem de maneira comum os problemas da globalização do século XXI". Após o jantar com García, Calderón viajará ao Chile, onde secom a presidente Michele Bachelet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.