Calderón diz que superou clima sombrio e crise política

O presidente do México, Felipe Calderón, disse na quinta-feira, 15, que após 100 dias de governo, que iniciou em meio a uma forte crise e instabilidade política, o país tem rumo claro e uma estratégia bem definida para alcançar suas metas.O governante mexicano assumiu a Presidência protegido pelo Exército. O ambiente era de impugnações e violentos confrontos com a esquerda, que tinha denunciado uma fraude nas eleições de 2 de julho de 2006."No início desta Administração o panorama do país era sombrio. A instabilidade política e a situação de crise em alguns estados inibiam o investimento e geravam incerteza", analisou Calderón ao fazer um balanço de seus primeiros 100 dias de governo, que completou no sábado.O governante disse que assumiu, no dia 1 de dezembro, com "determinação e firmeza" para enfrentar os desafios mais importantes do país.Calderón explicou que suas prioridades estão sendo a segurança, o cumprimento dos compromissos de campanha e a comunicação com os demais poderes, os governos estaduais e os partidos políticos.Ele disse que encontrou uma "séria decomposição da sociedade e em alguns casos do governo e das corporações policiais em diferentes regiões do país, onde a população estava amedrontada e paralisada".Após citar as principais decisões e medidas de seu governo nos primeiros três meses, Calderón convocou todos os setores nacionais a promover acordos para o desenvolvimento do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.