Josh Edelson / AFP
Josh Edelson / AFP

Califórnia é castigada pelo fogo e prejuízos passam de US$ 1 bilhão

Novos focos surgiram nos arredores de Los Angeles em consequência de fortes ventos na costa do Estado

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2019 | 18h13

LOS ANGELES -  Os incêndios na Califórnia ganharam força nos últimos dias em consequência da força dos ventos que atingem a costa do Estado. Novos focos surgiram nos arredores de Los Angeles e os prejuízos já passam de US$ 1 bilhão. 

O incêndio Easy, na cidade de Simi Valley no condado de Ventura, chegou a se aproximar da porta de entrada da Biblioteca Presidencial Ronald Reagan na quarta, 30, antes de os bombeiros começarem a controlar as chamas. O condado de San Bernardino, a leste de Los Angeles, teve que ser evacuado e as rodovias precisaram ser fechadas com o avanço do incêndio Hill.

Para Entender

Os incêndios na Califórnia este ano estão mais intensos?

Tamanho da área destruída pelas chamas até o momento é menor do que em 2018, mas talvez a pior parte ainda esteja por vir

Durante toda a noite, os bombeiros tentaram controlar as chamas do Easy, que já tinham destruído aproximadamente 690 hectares. Cerca de 30 mil pessoas foram evacuadas, de acordo com o Departamento de Incêndios do Condado de Ventura.

Já o incêndio Hill (também chamado de incêndio Hillside) teve início na manhã de quarta-feira e rapidamente se espalhou por pelo menos 100 hectares da área norte de San Bernardino. Por enquanto, 15% das chamas foram controladas.

O Serviço Nacional de Meteorologia americano, em Los Angeles, prevê ventos de 80 a 112 km/h para esta quinta, com 'rajadas isoladas' de até 130 km/h em algumas partes de Los Angeles e Ventura.

Nos próximos dias, o risco de propagação extrema de qualquer incêndio espontâneo deve diminuir. Foram emitidos os raros ‘alertas de bandeira vermelha extrema’ particularmente as áreas montanhosas do sul.

Rajadas de até 100 km/h na costa sul da Califórnia

Em San Diego e sudeste de San Bernardino, são previstas rajadas de vento de 80 a 96 km/h durante a manhã de quinta, o que pode facilitar o espalhamento das chamas. 

O alerta vermelho pode ser estendido por todo o sul da Califórnia, mesmo que sejam esperados ventos mais fracos, devido à massa de ar seco e a ventos de fraca a moderada intensidade no mar.

Moradores da área da Baía de San Francisco estão lentamente voltando de dias de quedas de energia controladas e planejadas para evitar novas condições favoráveis ao início de incêndios em meio a ventos fortes e baixa umidade. No pior dos momentos, mais de meio milhão de moradores na área da Baía foram afetados./ NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.