Câmara Alta do Japão aprova retirada de tropas do Iraque

Lei deve ser rejeitada na Câmara Baixa, onde o governante Partido Liberal tem maioria dos votos

Agência Estado e Associated Press,

28 de novembro de 2007 | 05h02

A Câmara Alta do Parlamento japonês aprovou, nesta quarta-feira, 28, a retirada das Forças Aéreas de Autodefesa do Iraque, intensificando o impasse do bloco da oposição com o governo em torno do papel de Tóquio nas missões de paz no exterior. Controlada pela oposição, a Câmara Alta aprovou, por 113 votos a 103, a proposta do Partido Democrata (PD) que determina o cancelamento da missão. No entanto, é esperado que a lei seja rejeitada na Câmara Baixa japonesa, a mais poderosa e onde o governante Partido Liberal Democrata (PLD) tem a maioria dos votos. A votação ocorre em meio a uma batalha política em relação à missão japonesa no Oceano Índico em apoio à luta das tropas lideradas pelos Estados Unidos no Afeganistão. A missão foi cancelada no dia 1º de novembro, quando a oposição a bloqueou no Parlamento.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.