Câmara aprova lei para julgar seguranças

Apesar da forte oposição da Casa Branca, a Câmara dos Representantes aprovou ontem por esmagadora maioria - 389 votos a 30 - um projeto para colocar todas as empresas particulares que trabalham para os EUA no Iraque e em outras áreas de combate sob a jurisdição de tribunais civis americanos. Todos os votos contrários foram de republicanos. A decisão foi uma resposta à morte de civis iraquianos pela empresa de segurança Blackwater. O Senado debaterá uma iniciativa similar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.