Câmara da França quer reconhecimento do Estado palestino

Câmara da França quer reconhecimento do Estado palestino

O projeto, que foi aprovado por 339 votos a 151, é a mais recente tentativa de parlamentos por toda a Europa de pressionar Israel a retornar para a mesa de negociações

Estadão Conteúdo

02 de dezembro de 2014 | 15h01

Deputados franceses aprovaram, nesta terça-feira, uma resolução que pede ao governo do presidente François Hollande que reconheça unilateralmente o Estado palestino, numa tentativa de ressuscitar o processo de paz no Oriente Médio.

O projeto, que foi aprovado por 339 votos a 151, é a mais recente tentativa de parlamentos por toda a Europa de pressionar Israel a retornar para a mesa de negociações, depois do fracasso das conversações lideradas pelos Estados Unidos neste ano.

O governo não é obrigado a agir de acordo com a moção parlamentar, que não é vinculativa. Porém, a resolução foi aprovada com o apoio do partido Socialista, de Hollande, na câmara baixa. O governo de Hollande também ameaçou reconhecer, unilateralmente, o Estado palestino se israelenses e palestinos não se comprometerem com um prazo para alcançar a "solução de dois Estados", que estabelece a soberania de cada lado.

"Fundamentalmente, a França apoia a solução de dois Estados. A França vai, portanto, reconhecer o Estado palestino. A questão em princípio é quando e como", declarou ao Parlamento Harlem Desir, secretário francês de Estado para Assuntos Europeus, momentos antes da votação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Françapalestinosreconhecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.