Câmara do Japão pede que China reveja espaço aéreo

A Câmara Baixa do Japão, equivalente à Câmara dos Deputados, aprovou por unanimidade uma resolução insistindo que a China se livre de sua nova Zona de Identificação e Defesa Aérea. Essa é a primeira ação oficial pelos legisladores japoneses sobre o assunto.

AE, Agência Estado

06 de dezembro de 2013 | 04h22

Essa nova área chinesa foi anunciada em 23 de novembro e inclui ilhas no Mar do Leste da China que são contestadas por China, Japão e Taiwan. Atualmente, o controle da região tem sido exercido pelo Japão.

Os chineses afirmaram que as aeronaves que entrarem nessa nova zona aérea devem identificar os planos de voo antes de continuarem a viagem.

A resolução disse que a criação da zona "aumentou as tensões no Mar do Leste da China mais do que nunca e por extensão é uma ação perigosa, que ameaça a paz e a estabilidade da região da Ásia e do Pacífico". O documento também caracterizou a zona como uma invasão sobre a soberania territorial do Japão. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoChinaTensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.