Câmara dos EUA aprova fast track por 1 voto

O presidente norte-americano George W. Bush se disse ?satisfeito? com a aprovação, na Câmara, por uma diferença de apenas um voto (215 a favor, 214 contra) da "trade promotion authority" (TPA), ou "fast track", que dá a ele a autoridade de negociar acordos comerciais com outros países sem ter que se submetê-los ao Congresso. "A TPA é um parte chave em nossa agenda comercial. Ela vai nos ajudar a adquirir e completar acordos comerciais, incluindo a rodada de negociações globais lançada no mês passado em Doha, no Catar", afirmou Bush. "Ao promover o comércio aberto, nós expandimos nossos mercados de exportação e criamos cargos de altos salários para os americanos, enquanto oferecemos oportunidades a outras nações, como resultado do livre comércio", disse Bush. Agora que a Câmara dos Deputados votou a TPA, o projeto seguirá para o Senado. No entanto, o líder Thomas Daschle já disse que o projeto não será aprovado antes do recesso de Natal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.