Câmara dos EUA aprova sanções contra Venezuela

A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou um projeto de lei para impor sanções contra funcionários venezuelanos acusados de violar direitos humanos.

AE, Agência Estado

29 Maio 2014 | 00h37

"O povo venezuelano nos pediu ajuda. Hoje respondemos esse chamado condenando as ações do regime de Nicolás Maduro e mostrando nosso apoio ao povo venezuelano, que busca liberdade, direitos humanos e justiça", disse a republicana Ileana Ros-Lehtinen, congressista da Flórida e autora do projeto.

A única intervenção contrária foi da democrata Gregory Meeks, de Nova York. Ela argumentou que decisões unilaterais dos EUA não são a resposta e que a Câmara não deveria tomar decisões baseadas em emoções.

O projeto de lei prevê que o governo de Barack Obama compile uma lista de funcionários do governo da Venezuela que violaram os direitos humanos. O texto defende que eles tenham os ativos congelados e sejam proibidos de entrar em território norte-americano.

Um painel do Senado aprovou um projeto similar, mas a maioria democrata não disse se planeja colocar o texto em votação. Se esse projeto for aprovado, então a liderança republicana da Câmara e a liderança democrata do Senado devem produzir uma versão única para enviar a Obama.

Anteontem, Maduro disse em Caracas que "qualquer lei que for aprovada no congresso dos EUA para sancionar a Venezuela é espúria, não a reconhecemos, a rechaçamos e a enfrentaremos". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Eua venezuela sanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.