Câmara dos EUA criminaliza agressão a homossexuais

A Câmara dos Representantes aprovou hoje a lei que torna crime federal as agressões a pessoas por causa de sua orientação sexual. A medida, que precisa passar pelo Senado, expande de forma significativa a lei de crimes por motivos racistas aprovada após a morte de Martin Luther King Jr.

AE-AP, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 20h06

Se a proposta for aprovada pelos senadores, promotores federais poderão intervir em casos de violência contra homossexuais. A Câmara dos Representantes aprovou o projeto de lei por 281 votos a favor e 146 contra. Quinze democratas e 131 republicanos se opuseram à medida.

Grupos defensores dos direitos civis e seus aliados democratas vêm tentando, há mais de uma década, ampliar a abrangência da lei de crimes por motivação racial.

Tudo o que sabemos sobre:
preconceitohomossexuaisracismoleiEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.