Câmara dos EUA evita ampliar investigação sobre o Iraque

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos repudiou duas tentativas de deputados democratas, na oposição, para ampliar as investigações sobre a suposta manipulação de relatórios dos serviços secretos americanos a respeito das armas de destruição em massa do regime de Saddam Hussein.Uma proposta da deputada Sheila Jackson Lee, para que fossem analisadas as informações compartilhadas por agentes americanos com inspetores de armas da ONU, foi rejeitada por 239 votos a 185. Uma emenda apresentada pelo deputado Dennis Kucinich, que pedia a análise das comunicações entre a CIA e o vice-presidente Dick Cheney, foi reprovada por uma margem de 347 votos a 76.Já existem investigações em andamento, no Senado e da Câmara dos EUA, sobre a possível manipulação ou distorção de informações produzidas pelos serviços secretos, a fim de justificar a guerra no Iraque. Mas alguns democratas reclamam que as apurações não são amplas o suficiente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.