Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Câmara dos EUA rejeita retirada de tropas do Afeganistão

Republicanos apoiam o aumento do contigente militar na região de 70 mil para 100 mil homens

Efe,

11 de março de 2010 | 05h53

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos rejeitou na quarta-feira, 10, uma iniciativa apresentada por legisladores que se opõem à guerra no Afeganistão, e que propunha a retirada das tropas americanas do país até o final do ano.

 

A iniciativa, rejeitada por 356 votos contra 65, foi rejeitada por quase todos os legisladores republicanos, que apoiam a decisão do presidente Barack Obama de aumentar o contingente militar no Afeganistão de 70 mil para 100 mil homens.

 

Durante o debate, vários legisladores democratas mostraram insatisfação pela duração e alto custo do conflito, mas assinalaram que votavam contra porque a iniciativa apresentada nesta quarta era "inoportuna" e "pouco realista".

 

Obama disse que deseja iniciar a retirada das tropas americanas do Afeganistão a partir de julho do ano que vem.

 

O promotor da iniciativa foi o ex-pré-candidato presidencial democrata Dennis Kucinich, que tinha proposto que Obama iniciasse a retirada das tropas 30 dias depois da aprovação no Congresso.

 

O Poder Legislativo autorizou o uso das forças militares para a luta contra o terrorismo após os atentados de 11 de setembro de 2001.

 

Tudo o que sabemos sobre:
tropasAfeganistãoEUACâmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.