Câmara francesa aprova proibição de símbolos religiosos

A Câmara de Deputados da França aprovou, por maioria esmagadora, a proibição de símbolos religiosos ostensivos nas escolas públicas. A medida, que declara fora da lei o uso de lenços e véus islâmicos, quipás judaicos e cruzes cristãs por estudantes da rede pública passou por 494-36. No início de março, a medida irá ao Senado, onde se espera pouca oposição.A lei, que deve entrar em vigor para o ano letivo que tem início em setembro, estipula que ?no ensino básico e médio, símbolos e trajes que demonstram ostensivamente a filiação religiosa dos estudantes são proibidos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.