Camareiras norueguesas pedem fim de canais pornô na TV

Queixando-se de que alguns hóspedes andam solicitando algo além da arrumação dos lençóis, um sindicato norueguês quer que os programas pornográficos em pay-per-view sejam abolidos. O Sindicato Norueguês de Trabalhadores em Hotéis e Restaurantes, que representa a maioria dos 10.000 empregados no setor, diz que muitas sócias reclamam das propostas feitas por hóspedes entusiasmados pelo que viram na TV paga dos apartamentos. ?A pornografia deve ser removida da TV paga porque nossas filiadas, que geralmente trabalham sozinhas, vêm sendo assediadas?, disse o líder sindical Elin Jjunggren à rádio P4.Embora nenhum caso de ataque ou estupro tenha sido registrado, Jjunggren disse que muitas camareiras, na maioria imigrantes do Oriente Médio, temem por sua segurança. A lei norueguesa proíbe pornografia explícita em vídeo, cinemas e televisão aberta, mas a permite na TV paga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.