Camboja vai destruir todos os seus mísseis

O primeiro-ministro do Camboja ordenou a destruição dos mísseis terr-ara do país, para evitar que caiam nas mãos de terroristas, informa o governo. O líder Hun Sen emitiu a ordem depois de uma reunião com o embaixador americano Charles Ray. Segundo a Embaixada, Ray e Hun Sen tiveram uma reunião de rotina e a decisão de destruir as armas foi ?unilateral?.A decisão provavelmente nasceu de temores de que os mísseis possam ser roubados das Forças Armadas e vendidos a terroristas. Armas leves e outras sobras das três décadas de guerra civil no Camboja são facilmente encontradas no mercado negro.O premier ordenou ?a destruição de todas as armas antiaéreas, que são o míssil tipo A-72 terra-ar, dos depósitos do Ministério da Defesa do Camboja?. A Defesa tem 233 desses mísseis, segundo o comunicado oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.