Cambojanos votam nas segundas eleições municipais do país

Centenas de milhares de cambojanos votaram neste domingo, 1, nas segundas eleições municipais da história do país.O esperado é que o governante Partido Popular do Camboja (PPC) ganhe o pleito com facilidade. Opartido, que está no poder há quase três décadas e tem seu maior apoio na área rural, venceu a primeira eleição de forma preponderante, em 2002.O primeiro-ministro, Hun Sem, votou neste domingo, mas não conversou com os jornalistas, argumentando que não queria violar o período de tranqüilidade, já que são proibidas as atividades políticas por dois dias antes e durante a votação.A secretária-geral do principal partido de oposição Sam Rainsy, Mu Sochua, admitiu que as chances de vencer as eleições são mínimas."Todo pleito é uma disputa de poder. Mesmo se nãovencermos, ainda sim será uma vitória", disse ela, acrescentando que poucas mudanças têm ocorrido nos governos municipais desde as eleições de 2002.A maior parte dos conselhos municipais vêm sendo comandada pelos simpatizantes do CPP nas últimas décadas, apesar das eleições.Mas o líder da oposição, San Rainsy, disse que as eleições municipais são importantes porque "se nós não votarmos, estaremos permitindo que aqueles que estão no poder permaneçam lá." Os resultados não serão conhecidos em um prazo de pelo menos três semanas, já que muitas "comunas" e colégios eleitorais se encontram em áreas remotas e dispersas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.