Cambojanos votam nas segundas eleições municipais do país

Centenas de milhares de cambojanos votaram neste domingo, 1, nas segundas eleições municipais da história do país, consideradas uma referência para o pleito geral de 2008.A participação dos eleitores foi alta desde o começo da manhã nos distritos da capital Phnom Penh e o pleito transcorreu de forma pacífica em todo o país, onde os processos eleitorais são habitualmente acompanhados de atos violentos e intimidantes.As eleições acontecem em 1.621 municípios (comunas) e acredita-se que o governante Partido Popular do Camboja se imponha de forma contundente sobre as doze legendas restantesEsta semana, o porta-voz do partido, Khieu Kanharith, previu 98% dos votos para a legenda governamental.No entanto, a principal formação opositora, o Partido Sam Rainsy, espera surpreender nas áreas urbanas, onde tem grande influência, enquanto o Partido Popular do Camboja é mais forte nas zonas rurais.O terceiro partido em força é o opositor Frente de União Nacional para um Camboja Independente, Neutro, Pacífico e Cooperativo (Funcinpec).As municipais aconteceram pela primeira vez em 2002, a fim de descentralizar o poder político, já que até então os representantes locais eram diretamente escolhidos pelo governo.Os resultados não serão conhecidos em um prazo de pelo menos três semanas, já que muitas "comunas" e colégios eleitorais se encontram em áreas remotas e dispersas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.