REUTERS/Faisal Al Nasser (29/03/2017)
REUTERS/Faisal Al Nasser (29/03/2017)

Camelos 'dopados' com botox são barrados de concurso de beleza na Arábia Saudita

Agência de Imprensa saudita informou que autoridades realizaram a maior operação da história do Festival de Camelos do rei Abdulaziz contra o uso de botox, lifting facial e outras alterações cosméticas para tornar os animais mais atraentes

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2021 | 17h00

DUBAI - Autoridades da Arábia Saudita realizaram a maior operação para repressão de camelos "dopados" com botox da história do país, informou a Agência de Imprensa saudita nesta quarta-feira, 8. Mais de 40 animais que participariam do Festival de Camelos do rei Abdulaziz foram desqualificados da disputa por uso da substância e de outros retoques artificiais.

O popular concurso anual, que começou no início deste mês, convida os criadores dos mais belos camelos do mundo a competir por cerca de US$ 66 milhões (aproximadamente R$ 366 milhões) em prêmios em dinheiro.

Os jurados decidem o vencedor com base na forma das cabeças, pescoços, corcovas, roupas e posturas dos camelos. Entretanto, injeções de botox, lifting facial e outras alterações cosméticas para tornar os animais mais atraentes são estritamente proibidas.

Os juízes do festival, que dura um mês no deserto a nordeste da capital saudita, Riad, estão intensificando a repressão aos camelos artificialmente embelezados, informou a agência de notícias oficial, usando tecnologia "especializada e avançada" para detectar adulteração.

Este ano, as autoridades descobriram que dezenas de criadores "retocaram" os lábios e narizes de camelos, usaram hormônios para estimular músculos maiores, injetaram botox nas cabeça e nos lábios, inflaram partes do corpo dos animais com elásticos e usaram enchimento para relaxar seus rostos.

"O clube deseja impedir todos os atos de adulteração e enganação no embelezamento de camelos", disse o relatório do SPA, acrescentando que os organizadores iriam "impor penalidades severas aos manipuladores".

O concurso de beleza de camelos está no centro do grande carnaval, que também apresenta corridas de camelos, vendas e outras festividades que normalmente exibem milhares de dromedários.

O extravagante festival busca preservar o papel do camelo na tradição e herança beduína do reino, mesmo enquanto o país rico em petróleo segue em frente com megaprojetos de modernização.

A criação de camelos é uma indústria multimilionária e eventos semelhantes acontecem em toda a região./ AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.