Cameron é criticado por defender Gaza

ORIENTE MÉDIO

, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2010 | 00h00

O primeiro-ministro britânico, David Cameron (foto), foi criticado ontem pelos conservadores por dizer que Gaza é um "campo de prisioneiros", em referência ao bloqueio imposto por Israel. Stuart Polak, diretor da organização Amigos de Israel, disse que a declaração tira a responsabilidade do Hamas pelo drama na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.