AP
AP

Cameron enfrenta desafios em depoimento em caso Murdoch

Primeiro-ministro britânico deu explicações sobre relacionamento com império midiático News Corp

estadão.com.br,

14 de junho de 2012 | 09h31

LONDRES - O primeiro-ministro David Cameron enfrentou desafios ao depor no Inquérito Leveson, que discute a conduta da mídia britânica e a relação entre órgãos jornalísticos e a classe política do país, nesta quinta-feira, 14. Ele deu explicações sobre a natureza do relacionamento dele com o grupo de Rupert Murdoch, em um inquérito que se transformou em um desastre para a política britânica.

Veja também:

linkEx-premiê desmente ligações com Murdoch

linkMajor diz que Murdoch quis mudar a política do governo

video TV ESTADÃO: Ex-editora do "News of The World" comparece a tribunal em Londres

A presença de Cameron em um dia inteiro de depoimentos vem depois de meses de revelações embaraçosas sobre a amizade dele com pessoas de altos cargos do império midiático News Corp, de Rupert Murdoch, incluindo dois ex- editores de jornais que agora enfrentam acusações criminais.

Um dos temas que dominam o inquérito é a ideia de que gerações de políticos britânicos cultivaram com poderosas figuras da mídia, especialmente a de Rupert Murdoch, um acordo indireto para que um cuidasse dos interesses do outro. "Essa ideia é um absurdo. Eu também não acredito nesta teoria de que há uma espécie de acordo secreto entre as partes", disse Cameron em depoimento.

Cameron entrou para o inquérito sobre o comportamento da mídia após os escândalos do último ano de escutas telefônicas ilegais usadas por jornais britânicos.

Com agências de notícias

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.