Cameron fará discurso sobre Reino Unido e UE na 4ª feira

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, vai fazer um aguardado discurso sobre o futuro das relações dos britânicos com a União Europeia (UE) na quarta-feira, em Londres, anunciou nesta segunda-feira o porta-voz do premiê.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2013 | 12h33

O discurso estava inicialmente previsto para a última sexta-feira, mas foi adiado para que Cameron pudesse lidar com a crise gerada pelo ataque e tomada de reféns em uma refinaria de gás na Argélia.

Em trechos do discurso, que circularam entre jornalistas antes do adiamento, Cameron alerta que, se a UE não lidar com os desafios que enfrenta, há um risco de que venha a fracassar e os britânicos escolherão, então, deixar o bloco de 27 países.

Também no discurso, Cameron diz ter uma visão positiva para o futuro da UE, "um futuro no qual o Reino Unido quer, e precisa querer, ter uma participação comprometida e ativa".

Em várias ocasiões, Cameron afirma que é do interesse do Reino Unido permanecer como membro da UE para ter acesso ao mercado único europeu e poder opinar sobre sua administração.

Mas o plano de renegociar as relações de seu país com o bloco e retomar alguns poderes de instituições europeias - mudanças que seriam submetidas à aprovação dos eleitores britânicos, possivelmente por meio de um referendo - têm gerado preocupações de que o Reino Unido eventualmente abandone a UE. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoCamerondiscurso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.