Caminhão de petróleo explode e mais de 50 morrem no Quênia

Veículo capotou e combustível vazou; população foi tentar pegar óleo e carreta se incendiou; 82 se feriram

Reuters,

31 de janeiro de 2009 | 18h45

Mais de 50 pessoas morreram em Molo, no Quênia, em um acidente com um caminhão de petróleo, informaram autoridades daquele país, neste sábado, 31. O veículo explodiu quando centenas de pessoas estavam em volta. "As pessoas iam recolher o óleo, então algo causou o incêndio, talvez alguém tenha acendido um cigarro", informou a porta-voz da Cruz Vermelha no Quênia, Titus Mung'ouold.   Falando diretamente do local do acidente, o comissário da polícia do Vale Rift, Hassan Noor Hassan, disse que ele contou mais de 50 corpos carbonizados. Segundo ele, outras 82 ficaram gravemente feridas. A porta-voz da Cruz Vermelha confirmou que "mais de 50 já morreram".   "Após o caminhão capotar, uma grande quantidade de petróleo vazou e centenas de moradores e motociclistas da região vieram tentar pegar combustível de graça. Então alguém acendeu um cigarro causando o incêndio. Ou alguém foi barrado pela polícia e iniciou o fogo de propósito", disse Hassan.   O desastre em Molo aconteceu logo após a morte de ao menos 25 pessoas em Nairóbi, causada por um incêndio num supermercado, no início desta semana. A imprensa local alertou o governo em relação a pobreza e as normas de seguranças inadequadas que causam desastres no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.