Caminhão mata 12 crianças na República Dominicana

Doze crianças e uma idosa morreram e outras 18 pessoas ficaram feridas em uma localidade da República Dominicana quando um caminhão em alta velocidade se espatifou contra um salão de baile onde se celebrava uma festa de Natal. O condutor, identificado como Pedro Méndez Pérez, foi detido hoje, disse o general Rafael Ramírez Vidal, diretor da polícia regional. A tragédia ocorreu na quinta-feira à noite em El Salado, um povoado vinícola a cerca de 240 km da capital, São Domingos, e próximo à fronteira com o Haiti, onde cerca de duas mil pessoas se reuniram em um salão de baile junto à rodovia para assistir a uma representação teatral infantil do tradicional baile conhecido como Batón Ballet. Ramírez Vidal disse que o caminhão, que carregava areia de um rio local rumo à cidade vizinha de Neiba, transitava a uma velocidade de 70 km por hora em uma zona perigosa onde o limite máximo é de 55 km, quando saiu da estrada e se chocou contra as paredes do prédio por volta das 19 horas (hora local). Depois de atravesar o salão repleto de gente, o veículo, com três pessoas a bordo, acelerou em um campo aberto na esperança de escapar à perseguição da multidão ensandecida. Os três saltaram antes que o caminhão em marcha se incendiasse, livrando-se de serem linchados. A mulher idosa morreu de um ataque cardíaco após presenciar a cena. As 12 crianças morreram de traumatismo craniano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.