Felipe Frazão / Estadão
Felipe Frazão / Estadão

Caminhões brasileiros retidos na Venezuela retornam a Pacaraima

Motoristas atravessaram a fronteira com aval de generais do regime do presidente Nicolás Maduro

Felipe Frazão, enviado especial a Pacaraima, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2019 | 15h19

PACARAIMA - Ao menos 20 caminhões nacionais que estavam retidos na Venezuela desde o fechamento da fronteira cruzaram de volta ao Brasil nesta quarta-feira, 27. Os caminhoneiros atravessaram com aval de generais do regime do presidente Nicolás Maduro.

A autorização de passagem havia sido confirmada na noite de ontem, pouco antes de turistas e residentes entrarem também no País. De acordo com o vice-consulado do Brasil em Santa Elena do Uairen, outros 12 caminhoneiros seguiram viagem dentro da Venezuela. Os caminhões transportavam insumos agrícolas entre os países.

Os caminhões ficaram parados por sete dias no posto de aduana de Santa Elena de Uairén. Alguns motoristas cruzaram a fronteira por trilhas na mata para conseguir comida e tomar banho em Pacaraima e depois voltar para a Venezuela.

Por causa da demora nas negociações entre venezuelanos e brasileiros para garantir a passagem dos caminhões, os motoristas publicaram vídeos nas redes sociais pedindo apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.