'Camisas vermelhas' se preparam para batalha final com o governo da Tailândia

Os manifestantes, que protestam há quase 1 mês, exigem que as eleições sejem antecipadas

BANGCOC

14 de abril de 2010 | 04h21

Os seguidores do ex-primeiro ministro Thaksin Shinawatra, conhecidos como 'camisas vermelhos', anunciaram nesta quarta-feira, 14, que os protestos se concentrarão no distrito comercial de Bangcoc para a última batalha contra o governo tailandês.

 

Centenas de manifestantes começaram a abandonar o outro ponto de protesto próximo ao centro histórico, onde ocorreu violentos confrontos com os soldados. A Frente Unida para a Democracia e contra a Ditadura, plataforma de apoio a Shinawatra, está distribuindo DVDs com imagens que mostram supostamente soldados disparando contra manifestantes.

 

O governo por sua vez iniciou a busca e captura de assassinos que são acusados de se misturar aos 'camisas vermelhas' para começar os tiroteios com as tropas. "Não podemos deixar os terroristas andar livremente pelo país, temos provas fotográficas e vídeos que identificam aqueles que portavam fuzis M16 e AK-47", afirmou o vice primeiro ministro, Suthep Thuagsuban.

 

Os manifestantes, que iniciaram os protestos há quase 1 mês, exigem eleições antecipadas porque consideram que o governo não é legítimo por ter sido eleito mediante pactos parlamentares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.