REUTERS/Jonathan Ernst
REUTERS/Jonathan Ernst

Campanha revela que Hillary ganhou US$ 7 milhões com venda de livros e palestras pagas

Conferências das quais participou, e pelas quais recebeu US$ 1,5 milhão, são o foco das críticas feitas pelo rival Bernie Sanders

O Estado de S. Paulo

18 Maio 2016 | 09h10

WASHINGTON - A pré-candidata democrata para as eleições presidenciais de novembro nos EUA Hillary Clinton obteve quase US$ 7 milhões em 2015 com as vendas de seu último livro e suas palestras pagas.

A campanha da ex-secretária de Estado revelou na terça-feira seus documentos financeiros correspondentes a 2015, nos quais aparecem receitas de mais de US$ 5 milhões pelas vendas de seu livro Hard Choices e mais US$ 1,5 milhão recebidos por suas palestras.

Os documentos foram apresentados à Comissão Eleitoral Federal. Eles também informaram que seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, ganhou mais de US$ 5 milhões com palestras em 2015.

Essas conferências se transformaram em uma das principais críticas recebidas pela ex-primeira-dama por parte de seu rival no partido, o senador Bernie Sanders, que sempre faz questão de mencionar as grandes somas de dinheiro recebidas pela pré-candidata ao longo de sua carreira, e que algumas dessas palestras foram bancadas por grandes bancos de Wall Street.

A campanha de Hillary aproveitou a apresentação de seus documentos financeiros relativos a 2015 para voltar a criticar o virtual indicado do Partido Republicano Donald Trump, que ainda não publicou suas declarações de renda dos últimos anos.

A apresentação não é obrigatória, mas é habitual entre os candidatos à presidência dos EUA. "O verdadeiro teste para Donald Trump é se ele vai aderir ao precedente seguido por todos os candidatos presidenciais da era moderna e publicará suas declarações de renda, como fez Hillary Clinton", indicou a campanha em comunicado. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.