David Goldman/AP
David Goldman/AP

Campanha de Romney liga Obama a Chávez e Mariela Castro

Republicano mira estratégia em locais povoados por imigrantes e e latinos

AE, Agência Estado

01 de novembro de 2012 | 14h37

ROANOKE - A campanha do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, começou a veicular propagandas nesta quinta-feira afirmando que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e a sobrinha do ex-presidente cubano Fidel Castro, Mariela, apoiam o presidente Barack Obama para as eleições de 6 de novembro. A propaganda foi publicada no jornal The Miami Herald, com forte circulação na área metropolitana de Miami, onde vivem milhões de cubanos exilados e descendentes de exilados, além de imigrantes venezuelanos.

A propaganda mostra Chávez dizendo que, se fosse norte-americano, "votaria em Obama". Chávez realmente disse isso em setembro, quando acrescentou que também acha Obama "um cara legal". Chávez tem uma relação tensa com o governo dos EUA há mais de dez anos.

Um outro videoclipe mostrou a sobrinha de Fidel, Mariela, que não possui nenhuma ligação com o governo cubano. Ela é uma advogada que defende os direitos dos homossexuais e elogiou a posição do democrata, que é a favor do casamento gay.

Com AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.