Bill O'Leary/WP
Bill O'Leary/WP

Campanha de Trump paga reconstrução do gramado da Casa Branca após convenção

Presidente americano foi criticado por organizar evento partidário em propriedade pública

Ashley Parker e Philip Rucke, The Washington Post

11 de setembro de 2020 | 06h00

WASHINGTON - A campanha de reeleição do presidente Donald Trump está pagando para substituir a grama em duas áreas da Casa Branca que foram utilizadas durante a Convenção Nacional Republicana, informaram funcionários do partido na última terça-feira, 8. 

Trump é acusado de usar "a casa do povo" em benefício pessoal após tomar a decisão sem precedentes de organizar o evento político na propriedade pública. A polêmica continua a reverberar quase duas semanas após a convenção, enquanto equipes de trabalho remendam o gramado e fazem outros reparos.

Em 27 de agosto, Trump fez seu discurso aceitando formalmente a indicação republicana no Gramado Sul, diante de cerca de 1.500 apoiadores sentados em cadeiras. O presidente falou em cima de um enorme palco construído para a ocasião. Ele estava cercado por enormes telas de televisão e iluminado por dezenas de holofotes gigantescos – todos equipamentos particularmente pesados para posicionar na grama.

Duas noites antes, a primeira-dama Melania Trump fez seu discurso na convenção no recém-reconstruído Rose Garden, com dezenas de apoiadores sentados em cadeiras. Um gramado artificial foi colocado sobre a grama como medida de proteção, de acordo com um funcionário da Casa Branca, que falou sob a condição de anonimato porque os assessores não estavam autorizados a discutir alguns detalhes.

"O gramado está sendo substituído sem nenhum custo para os contribuintes", disse Judd Deere, porta-voz da Casa Branca. "Além disso, há outras obras de infraestrutura planejadas no terreno sul."

Um funcionário da campanha de Trump confirmou que a substituição do gramado estava sendo paga com fundos de campanha.

Katie Liming, porta-voz do Serviço Nacional de Parques da Região da Capital, confirmou que os reparos estão sendo pagos com fundos políticos, conforme exigido pelo acordo da convenção para a realização do evento.

"A restauração da grama está em andamento no Gramado Sul", disse Katie. "O Serviço Nacional de Parques está usando fundos de recuperação de custos do Comitê Nacional Republicano para pagar pela obra. Pagar pela recuperação foi uma condição para a autorização para o evento".

A construção em andamento inclui outros reparos e melhorias que já estavam em fase de planejamento ou em consideração, disse um funcionário da Casa Branca.

O trabalho já está em andamento há vários dias e interrompeu o cotidiano da Casa Branca. O presidente foi transportado para a Base Aérea Andrews em um carro recentemente, em vez de usar um helicóptero, porque o Marine One não pôde pousar no Gramado Sul.

Os funcionários da Casa Branca impediram que jornalistas vissem o trabalho em andamento. O presidente normalmente faz coletivas de imprensa ao ar livre no Rose Garden, mas realizou a entrevista de segunda-feira no Pórtico Norte. Foi a primeira vez no passado recente que o presidente deu uma entrevista coletiva nos degraus da frente da residência em frente à avenida Pennsylvania.

A campanha de Trump e o escritório de Melania Trump se recusaram a comentar as reformas.Os funcionários não deram detalhes de quanto custariam os reparos.

Um funcionário da Casa Branca disse que não era incomum neste governo, assim como nos anteriores, fazer reparos no Gramado Sul após grandes eventos, como a caça aos ovos de Páscoa ou os fogos de artifício do 4 de julho.

Mas a construção atual destaca a maneira pela qual Trump usou aparatos da presidência para fins puramente políticos ao organizar a convenção republicana na Casa Branca - um movimento que indignou especialistas em ética do governo e muitos democratas.

Em agosto, Melania Trump anunciou que o Rose Garden seria redesenhado. A primeira-dama assumiu a reforma do Rose Garden como um projeto pessoal, junto com a reforma do pavilhão de tênis da Casa Branca./TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.