Campanha tem 3 fortes candidatos

Disputa será entre o atual presidente, um intelectual e um ex-guerrilheiro

Patrícia Campos Mello, CABUL, O Estadao de S.Paulo

20 de julho de 2009 | 00h00

Ashraf Ghani é considerado um candidato "intelectual". Muito popular entre a classe média e mais educada, ele tem apoio discreto da Casa Branca, que já se conformou com a provável vitória do atual presidente, Hamid Karzai. Com doutorado em antropologia pela Universidade Columbia, Ghani trabalhou no Banco Mundial e, em 2006, e chegou a ser cogitado para o posto de secretário-geral da ONU. Sua campanha copiou o modelo de arrecadação pela internet de Barack Obama. Hamdullah Mohib, responsável pelo site de Ghani, diz que "centenas de milhares de dólares" já foram arrecadados de afegãos no exílio. "Eles não podem votar, mas querem participar de alguma maneira", disse Mohib. Outro candidato é Abdullah Abdullah. Filho de pai pashtun e mãe tajique, ele é médico e foi assessor de Ahmed Shah Masood, ex-líder da Aliança do Norte e um herói nacional. Abdullah foi guerrilheiro mujahedin e lutou contra os soviéticos.O favorito, porém, é o presidente Hamid Karzai. No único comício em que participou até hoje, Karzai exaltou o fato de os americanos terem parado com as patrulhas aéreas, que vinham causando a morte de muitos civis - um ponto nevrálgico para os eleitores. Outra plataforma de campanha de todos é um acordo com o Taleban. O único que defende a permanência de tropas da Otan e dos EUA é Karzai. Os outros querem a retirada rápida dos estrangeiros após a capacitação do Exército afegão. Karzai quer que os EUA fiquem longe das eleições - o embaixador americano em Cabul , Karl Eikenberry deu entrevistas ao lado de Ghani e Abdullah, o que desagradou o presidente afegão.Karzai se dava bem George W. Bush, mas não se entende com Obama. O presidente americano está irritado com a corrupção no governo afegão e com a tolerância de Karzai com os traficantes de drogas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.