Nick Jesdanun/AP
Nick Jesdanun/AP

Campeão é preso após invadir concurso de comedores de hot dog

Takeru Kobayashi, seis vezes vencedor da competição, invadiu o palco e lutou com policiais

AP

04 de julho de 2010 | 19h06

NOVA YORK - Um campeão japonês do tradicional concurso de maiores comedores de cachorro-quente, o "Coney Island Fourth of July", que não estava inscrito este ano, apareceu mesmo assim e foi preso.

Takeru Kobayashi, seis vezes vencedor da competição, invadiu o palco logo após a vitória de Joey "Jaws" (mandíbula, em inglês) Chestnut e lutou com policiais. "Deixem ele comer! Deixem ele comer!", gritava a multidão, enquanto a polícia algemava Kobayashi, que é o terceiro maior profissional do mundo nesse tipo de concurso.

Apelidado de "tsunami", Kobayashi, de 32 anos, não participou da disputa neste ano porque se recusou a assinar um contrato com a Major League Eating. Em seu blog, em japonês, ele disse que queria estar livre para competir em concursos sancionados por outros grupos.

Detido, Kobayashi foi acusado de ter resistido à prisão e obstruído forças do governo. "Há uma disputa contratual, e eles não querem dar a ele sua liberdade", disse a intérprete de Kobayashi, Maggie James.

Chestnut, o vencedor deste domingo, 4, comeu 54 cachorros-quentes em dez minutos e venceu pela quarta vez consecutiva o concurso, transmitido ao vivo pela ESPN americana. Em segundo lugar, ficou Tim "Eater X" (comedor X) Janus, que devorou 45. Patrick "Deep Dish" (prato fundo) Bertoletti ficou em terceiro lugar, após engolir 37 sanduíches.

Apesar da vitória, Chestnut ficou decepcionado com seu desempenho. O rapaz de 26 anos de São José, Califórnia, tinha como meta comer 70 cachorros-quentes em dez minutos, o que bateria seu próprio recorde, de 68, registrado no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Estados Unidosconcursoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.