Camponeses paraguaios invadem supermercado pedindo comida

Cerca de 50 camponeses invadiram hoje de forma pacífica um supermercado da capital paraguaia Assunção, para pedir alimentos. "Nunca vimos isso antes", disse Aureliano Acosta, um funcionário do supermercado Espanha, um dos mais tradicionais da cidade. Porta-vozes do protesto anunciaram que repetirão a ação nos próximos dias, em outros supermercados e em embaixadas. Na terça-feira, cerca de 2.500 camponeses pertencentes à denominada Frente Social e Cidadã realizaram uma manifestação solicitando a renúncia do presidente Luis González Macchi e do vice-presidente Julio César Franco. Os participantes do protesto decidiram acampar diante do Congresso, anunciando que ali permanecerão até conseguirem a demissão dos governantes.Os camponeses consideram ambos responsáveis pela crise econômica e social que afeta o país, especialmente no campo, onde se estima que existe cerca de meio milhão de habitantes em estado de extrema pobreza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.