Canadá discute novos surtos de pneumonia atípica

Autoridades da área de saúde de Toronto se esforçam para explicar uma série de supostos novos casos de Sars, ou pneumonia atípica, incluindo o de um homem que visitou a cidade canadense e contraiu a doença antes de retornar para a Carolina do Norte, EUA.Os 12 novos pacientes com sintomas da síndrome respiratória aguda severa, internados num hospital a leste de Toronto, a maior cidade do Canadá, ao lado do provável caso nos Estados Unidos, renovaram o temor de que a Organização Mundial da Saúde (OMS) venha a impor novos alertas contra viagens a Toronto. O porta-voz da OMS, Iain Simpson, afirmou que especialistas discutem um possível aviso contra viagens a Toronto - entre várias outras questões sobre a Sars - na sede da organização, em Genebra, mas que nada ainda foi decidido.O caso de Carolina do Norte envolve um homem que visitou um paciente, em um hospital de Toronto, que dividia o quarto com pessoas que, mais tarde, desenvolveram sintomas da sars.Isto levantou a possibilidade de a Sars ser passada por pessoas que carregam o vírus mas que ainda não mostraram sintomas da doença. Até agora, as autoridades vinham supondo que apenas pacientes com sintomas poderiam espalhar a doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.