Tarek el-Gabbas/AP
Tarek el-Gabbas/AP

Canadá fecha embaixada no Egito por questões de segurança

Governo segue exemplo de Grã-Bretanha, que fechara sua representação diplomática uma semana antes em razão de ameaças

O Estado de S. Paulo

08 de dezembro de 2014 | 17h33

CAIRO - A embaixada canadense no Cairo fechou as portas nesta segunda-feira, 8, por questões de segurança. A decisão ocorreu um dia depois de os britânicos também decidirem fechar a embaixada no país.

Os dois escritórios são vizinhos de porta na região central da cidade. A embaixada americana, que fica a poucos metros dali, continua aberta.

Três oficiais de segurança do Egito afirmaram que prisões recentes revelaram um plano para atacar essas embaixadas, sequestrar estrangeiros e assassinar figuras públicas. Eles não deram mais detalhes sobre o plano.

Um quarto oficial afirmou que canadenses pediram por mais segurança e que todas as ruas nas proximidades da embaixada fossem fechadas. Autoridades egípcias garantiram mais reforço na segurança, mas não puderam fechar as ruas.

O Egito tem sido alvo de um série de ataques desde o golpe militar que depôs o presidente Mohammed Morsi. Nenhuma das embaixadas revelou quanto tempo permaneceriam fechadas. / AP

Mais conteúdo sobre:
EgitoCanadáembaixada fechada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.